Manutenção

A importância da manutenção preventiva de veículos

O hábito de corrigir problemas em vez de evitá-los faz parte da cultura do brasileiro. E não seria diferente com os veículos. Mesmo tão queridos e necessários, os automóveis nem sempre ganham a devida atenção em algo crucial para seu bom funcionamento: a manutenção preventiva.

A manutenção preventiva nada mais é que o conjunto de ações, tomadas antecipadamente, para diminuir as possibilidades de falhas mecânicas. E, de quebra, reduzir também o risco de acidentes. É o melhor caminho para sempre contar com um veículo bem cuidado, reduzir seu desgaste e garantir que ele rode em segurança.

Neste artigo você vai entender porque a prevenção é tão importante, descobrir quais são os principais itens mecânicos que não devem ficar de fora de uma revisão e como perceber que seu carro ou moto está precisando de uma visita ao mecânico.

Manutenção preventiva de veículos

Todo mundo conhece aquela frase: “prevenir é melhor que remediar”. No caso dos veículos, essa é uma verdade absoluta.

A manutenção preventiva é importante porque diminui as possibilidades do condutor se envolver em um acidente devido ao desgaste natural dos componentes dos veículos.

Se você acha isso uma bobagem e ainda não se convenceu, temos um argumento irrefutável: a manutenção preventiva é mais barata que a manutenção corretiva (a que precisa ser feita depois que o problema é identificado, além da possibilidade de gerar uma indisponibilidade maior do veículo).

Um exemplo banal, mas que não é tão incomum: negligenciar a troca de óleo. Isso pode aumentar o atrito dos componentes do motor e até mesmo torná-lo inválido. Já procurou saber quanto é a retífica de um motor ou mesmo um novo? Pois é…

Nada é por acaso

Ou seja: quando o fabricante do carro diz que é preciso trocar o óleo ou o filtro de óleo a cada 5 ou 10 mil quilômetros rodados, ou a cada 6 meses, não é brincadeira. Não se trata de uma estratégia para “arrancar dinheiro” dos clientes, como muitos pensam, pelo contrário!

Neste caso, a manutenção preventiva bem feita maximiza a vida útil do motor, que é a parte mais cara do carro. Por isso deveríamos tentar conservá-lo por mais tempo.

E isso também vale para uma série de itens. Discos e pastilhas de freio, pneus, velas e cabos, bateria, fluídos (óleo de freio, óleo de câmbio…). Em um veículo, tudo precisa ser frequentemente avaliado a fim de evitar riscos sérios para o automóvel ou para o motorista.

Faça as revisões

Como, então, fazer a manutenção preventiva com segurança a fim de evitar problemas? O primeiro passo é não subestimar as revisões, no período indicado pelo fabricante do veículo.

Em veículos 0km a revisão feita na concessionária é importante para garantir a manutenção da garantia do veículo.

De fato, os procedimentos realizados em concessionárias autorizadas são mais caros por utilizar peças originais, além de incluir o valor da mão de obra também mais alto que em oficinas comuns, buscando atender aos padrões das montadoras.

Por isso, para quem não tem condição de fazer as revisões da concessionária, recomendamos que procure um mecânico de confiança, que também esteja capacitado para identificar possíveis defeitos e apontar o procedimento correto. Os veículos contam com um Manual de Manutenção para orientar as oficinas a seguir às revisões indicadas pela montadora.

Evite dores de cabeça

Se você tem uma frota de veículos em sua empresa, sabe bem o trabalho que dá cuidar da manutenção (preventiva ou corretiva) de todos os veículos.

Isso pode ser resolvido com a terceirização da frota. A Let’s é especialista neste serviço. Com ele, você não precisa se preocupar com a manutenção dos veículos: a gente cuida disso pra você.

Entre em contato com nossa equipe para saber mais.

Tags:

Você também pode gostar

Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua segurança e experiência online. Leia mais sobre nossa Política de Privacidade. Ao continuar, você concorda com as condições.