Blog

Mitos e verdades sobre o uso de combustíveis no inverno

Em tempos de fake news, o uso de combustíveis no inverno desperta muitas dúvidas. Se o consumo aumenta, se compensa mais utilizar um combustível ou outro, se abastecendo no frio a bomba libera uma maior quantidade de produto…

No fim das contas, a preocupação do motorista continua sendo uma só: economizar. Algo essencial diante dos constantes aumentos impostos sobre a gasolina e o etanol.

Nesse mundo de informações a respeito do uso de combustíveis no inverno, há muitas verdades, alguns exageros e algumas mentiras também.

Resolvemos fazer um fact checking para mostrar afinal o que pode e o que não pode ser levado a sério quanto ao assunto. Confira.

Abastecer no frio gera ganho em quantidade de combustível?

Sim e não. Vamos explicar.

A informação que circula diz que se um motorista abastece seu carro pela manhã, quando a temperatura é mais baixa, ele ganha em quantidade de combustível. O contrário ocorre com aquele que abastece seu veículo à tarde, com dia mais quente. Isso aconteceria porque, em temperaturas mais baixas, o líquido fica mais denso, ou seja, em um litro de combustível, haverá mais massa (mais peso).

Isso é verdade. Em um dia em que a variação entre a temperatura da manhã e da tarde for de 10°C, por exemplo, a diferença total na gasolina seria de cerca de 1,2% do volume total abastecido. Quer dizer: considerando o litro da gasolina a R$ 5,50, encher um tanque de 50 litros com a temperatura a 14°C gera uma economia de R$ 3,30 em relação ao abastecimento com a temperatura em 24°C.

Enquanto você pondera se é muito ou pouco, saiba que isso faz pouca diferença na prática. Isso porque os combustíveis são expostos à variação de temperatura por muito pouco tempo enquanto o carro é abastecido. Tanto a gasolina quanto o etanol são acondicionados em tanques subterrâneos isolados termicamente – ou seja, mantêm quase sempre a mesma densidade.

Por que o carro não dá partida com etanol?

O importante a saber é que a única diferença sobre o uso do etanol no frio é quanto à partida do carro. Isso porque não é exatamente o líquido que faz o carro funcionar, mas sim os vapores gerados por ele.

Em dias abaixo dos 15°C, o etanol não produz esses gases com eficiência, sendo necessário o sistema de partida a frio. Ou seja: o bom e velho tanquinho de gasolina. É o fôlego que o etanol precisa na explosão.

O problema é que o tanquinho só é acionado em baixas temperaturas. E quando isso não acontece tanto, é provável que a gasolina do tanquinho tenha ficado velha. Sim: a gasolina perde a validade em cerca de 4 a 6 meses.

Quer dizer: a gasolina envelheceu, o carro não funcionou e o coitado do etanol é que paga o pato.

Já nos casos de carros flex mais modernos, sem o tanquinho, o sistema elétrico e o de partida devem estar em boas condições. Naqueles com injeção direta a alta pressão se encarrega da partida.

O etanol rende menos no frio?

Sim. Mas isso acontece com a gasolina também. E por um motivo bem simples: em baixas temperaturas, a fricção na transmissão aumenta por causa do resfriamento do óleo e dos outros fluidos.

Isso quer dizer que o motor precisa de mais tempo para alcançar a eficiência, o que afeta mais os trajetos curtos. E o aquecimento da cabine acrescenta a demanda do motor.

Além disso, o ar frio é mais condensado, aumentando o arrasto, especialmente nas rodovias. Os pneus também sentem: a pressão diminui, aumentando a resistência de rodagem.

Cuide bem da sua frota

Se você trabalha com frotas, sabe bem o trabalho que dá administrar todos esses detalhes. Conheça o serviço de terceirização de frotas da Let’s. Com a terceirização da Let’s, é possível escolher os veículos certos para otimizar o uso de combustíveis. Quem já tem a frota terceirizada pode fazer trocas eventuais em determinados veículos com a mesma finalidade.

Nossos maiores diferenciais são a customização personalizada do atendimento e dos veículos de acordo com a necessidade do cliente, além de assessoria técnica, visita de reciclagem, monitoramento da frota e programa de relacionamento.

Entre em contato para conhecer nossas soluções.

Tags:

, , , , , , , , ,

Você também pode gostar

Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua segurança e experiência online. Leia mais sobre nossa Política de Privacidade. Ao continuar, você concorda com as condições.